sábado, 18 de março de 2017

Vulcões da Europa - O ETNA



O mais alto vulcão da Europa, com cerca de 3.200 metros de altura tem a provecta idade de 2,5 milhões de anos, tempo suficiente para ter adormecido ou ter ficado extinto. Mas quis a natureza que o ETNA, apelidado de Montanha de Fogo pelos povos antigos, continuasse bem vivo ao longo dos tempos. Situa-se na parte oriental da ilha da Sícila (Itália) entre Messina e Catânia e é o 5ª vulcão mais ativo da Europa.



sexta-feira, 17 de março de 2017

St. Patrick's Day



A Irlanda e os Irlandeses espalhados pelo mundo comemoram a 17 de março o dia do seu santo padroeiro St. Patrick que, por sinal não era irlandês mas sim galês. 



Patrick cujo nome de batismo era Maewyn, foi sequestrado por piratas aos 16 anos e levado para a Irlanda onde passou cerca de 16 anos como pastor. Conseguiu fugir para Inglaterra e depois de uma vida atribulada converteu-se ao cristianismo e adotou o nome de Patrick. Anos mais tarde regressou à Irlanda como missionário e dedicou o resto a sua vida a converter a população celta à religião cristã ficando o seu nome para sempre associado à Irlanda.

Neste dia o verde é a cor nacional simbolizando as colinas verdes da Irlanda, a ilha Esmeralda. Curiosamente esta tradição não nasceu na Irlanda mas sim nos Estados Unidos entre a comunidade irlandesa que para ali imigrou, se estabeleceu e que ainda hoje mantém vivas as suas raízes. A grande catedral católica de Nova Iorque é dedicada a St. Patrick.

São muitos milhões os americanos com origens irlandesas e um pouco por todo o país o dia de St. Patrick é celebrado com grandes festas e desfiles. Em Nova Iorque, em honra à comunidade irlandesa neste dia o Empire State Building ilumina-se verde.


http://www.esbnyc.com/sites/default/files/styles/timely_content_image_large__885x590_/public/esb_spd1_2.jpg?itok=FKYFUVBW

O trevo de quatro folhas – “Shamrock” – é o simbolo destas festividades. Irlandês que se preze usa um ao peito e no final da festa, para ter sorte e encontrar o pote de ouro, tem de o deixar cair para dentro do seu último copo de cerveja, uma Guiness, claro. São muitos os copos, ou melhor os litros, de Guiness servidos neste dia e os brindes fazem-se aos gritos. “Sláinte”, palavra gaélica para “saúde” é a palavra que mais se ouve.



Por isso SLÁINTE para todos que tenho ali uma Guiness bem fresquinha à minha espera!



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Dürnstein


Mais uma cidadezinha surpresa! A meio caminho entre Krems e Melk, no lindíssimo Vale de Wachau do Rio Danúbio, (Baixa Austria) situa-se a minúscula cidade de Dürnstein. Uma pequena localidade guardada pelas ruinas de um castelo, com ruas empedradas e casas encaixadas nas encostas rochosas sobranceiras às vinhas cultivadas nas margens do rio.







Um cenário bem bonito que não deixou indiferente o realizador Ernst Marischka que aqui filmou parte da série de filmes sobre a vida da Imperatriz Sissi. Não admira, porque se hoje é assim, há 60 anos atrás ainda devia ser mais bonita. 


domingo, 20 de novembro de 2016

Krems An Der Donau




Seguindo a rota do Danúbio saímos de Viena e, depois de 70 Kms, a nossa primeira paragem foi em Krems. Situada na confluência dos rios Danúbio e Krems, é uma das mais antigas cidades da região e nos séculos XI e XII chegou a ser maior e mais importante que Viena e, segundo os textos históricos, descobriram-se aqui, nesta zona túmulos com mais de 27 mil anos, considerados os mais antigos da Áustria.


Estacionámos ao pé de um belíssimo jardim mesmo em frente ao posto de turismo onde, claro, fomos pedir o tradicional mapa do passeio.